31 de mar de 2008

TIRE FOTOS! MUITAS FOTOS!

Foto: Rozzi Brasil
Não gostar do que se vê nas fotos... Humm! Isso dá muito que pensar. Eu não gostava do que via nas minhas. Achava-me feia. Um dia percebi que eu mesma não fazia meu próprio tipo. Nada mal, já que não teria que casar comigo mesma, nem olhar para mim mesma o tempo todo. Isso é bom, porque nada pior do que quem se olha full time.

Olhando tantas belezas alheias percebi que muito do que eu achava belo não era apreciado por outras pessoas, então, eu não gostar da minha 'cara de bolacha' e da minha boca de 'palhaço triste' não era um julgamento definitivo e correto em relação à minha beleza. Vi que tinha gente que admirava, independentemente do que eu achava ou não, e seria eu bela sim, por uma questão de opinião!
Acontece que, se a gente se treina a vida toda para não se importar com que os outros dizem, isso complica muito a coisa toda, o que nos dá um bom motivo para aprender a respeitar a opinião alheia.

Sócrates estava muito certo: entender é fazer perguntas e buscar respondê-las. Nada mais horrível do que pessoas sem opinião, mesmo que erradas! Filosofar é tentar achar razão em cada coisa e dizê-la com propriedade, afinal nada é totalmente incorreto. Ninguém é de todo errado. É preciso buscar caminhos, pelo menos os nossos. O meu não foi o da estética. Lustrar os meus valores até que eles chegassem aos olhos e esses assumissem expressão visível, foi o meu modo de acreditar naqueles que diziam que eu era bela. Uma plástica quase que espiritual, quântica, metafísica, muito útil ao meu processo doentio de timidez.
Como tímida, eu tive que deixar de achar que os ‘aparecildos’ me estressavam, só por que minha timidez não permitia que eu aparecesse. Ser tímido é amar a música, querer se jogar na pista, fazer altas performances na nossa imaginação enquanto que o corpo só bate o pezinho.

Larga esse conceito para lá que você vai ver que tem muitas coisas que os belos têm. Então por que você não é bela também?
Não é você que tem que se ver nas fotos. Elas são para quem admira você. Num tempo mais antigo serviria para os inimigos dá-las de comer aos sapos, mas em tempos de efeito estufa os sapos são raros e acredito que inimigos para você também. Um ou outro invejoso qualquer que sem motivo e por pura dor de cotovelo manda um ar de desdém e só.
Tire fotos, muitas fotos!
Primeiro
porque a gente acaba se acostumando.
Segundo porque a gente acaba gostando.
Terceiro porque depois que o tempo passa. É muito bom vê-lo aprisionado numa imagem colorida. É como ter a felicidade numa caixinha.
Quarto
, a velhice deixa a gente enxergando mal pacas e quando as rugas se tornam densas e o corpo cansado a gente percebe como era bom o tempo passado e como éramos lindos!
Esse foi o papo do dia. Tô esperando o próximo chope! A gente se fala.
2006

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.