23 de mar de 2015

A PASTORA E O TEMPO DO SAMBISTA

Tia Eunice, eu e Cabelinho (Cabelinho no surdo só na marcação). 2013 no aniversário dela
Temos mídias especializadas em carnaval, babados e bafões. As mídias especializadas em samba, talvez trabalhem mais no contexto histórico de preservação, registro e até "resgate". 
A velocidade da luz, as mudanças tecnológicas chegaram para todos mas a gente percebe que um "sambista das antigas" tem um tempo diferente, tem um barulhinho ritmado no seu modo de funcionar. Eles são analógicos. De outro modo não construíriam o samba de forma tão perene.

Eu não consigo visualizar Monarco correndo, Paulinho da Viola numa pressa danada, Nelson Sargento fustigando o tempo para que ande depressa ou a si mesmo para alcançar o dito cujo tempo. Até o meu mito, Nei Lopes, multimídia, foi pra riba onde pudesse ouvir seus pensamentos e anotá-los pra nós.


Alguém já disse que há escolas de samba e escolas de carnaval e eu afirmo, tem gente que é de samba, tem gente que é de carnaval e tem gente que é de oba-oba.

Quem é de samba é assim o ano inteiro. Ouve outras músicas, vai em outros furdúncios, frequenta salões de arte, galerias e exposições, vive além da feijoada, mas funciona no tica-tica-bum.
Por tudo isso, Tia Eunice se despediu em dia que choveu e se foi sob chuva como ela, generosa. Discreta e elegante, só no miudinho. A saúde limitou-lhe há um tempo o corpo, ela já não atuava mais na sua escola, daí a pouca divulgação da sua passagem.

Todo mundo hoje é meio caçador, atento ao que se movimenta, mas alguns ainda remanescentes do tempo em que devagar era pressa viram e sentiram e engoliram em seco, essa retirada vagarosa do tempo em que a arte do samba era as pessoas que sabiam fazer samba.

A voz mais linda de todos os tempos da Velha Guarda da Portela calou-se de vez, virou registro e poucos registraram, que pena. O Brazil não conhece o Brasil. O Brasil não merece o Brasil. O Brasil, essa Carolina Buarquina, na janela...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.