20 de set de 2014

A GELADEIRA | O drama onde o colocamos

Hoje percebi que sou capaz de enfrentar algumas coisas sem nenhum drama. Às vezes temos que fazer coisas extremamente complicadas, dífíceis tediosas e mesmo as consequencias benéficas desses atos demoram a nos estimular e por a mão na massa, executar aquilo que tem de ser feito. 

Precisamos entender que nos entregarmos às dificuldades que percebemos em certos atos,é precipitar um sofrimento que talvez não nos aflija se não focarmos nele. Sofrimento antecipado que pode não se concretizar.

Assim, limpei a geladeira!
Apesar de não ser frost free, ela não inundou a cozinha cono eu previa, e não a vazou água para a sala conforme eu imaginava. Todas as precauções que tomei para evitar isso foram absolutamente desnecessárias. Mais: Toda água gerada pelo degelo permaneceu tranquilamente dentro da gaveta.

Desliguei antes de dormir e quando acordei tive a surpresa de não precisar usar pé de pato, bote ou ter de chamar adefesa civil.
A vida é assim, um trabalho a executar dia-a-dia e a complexidade e dificuldade poderão estar na nossa imaginação. A gente quando não gosta de uma coisa, só vê o lado ruim e quando não há, a gente costuma inventar.
Somos personagens e dramaturgos nos nossos próprios dramas.
A vida é assim, um monte de coisa chata pra fazer mas no intervalo disso, a gente vive!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.