10 de out de 2014

CABEÇA DE ELEITOR

Deve ser fod@.
Você concorre a um cargo político, cheio de idéias na cabeça, chegar lá e perceber que só pode fazer o que o que "deixam" e, o que deixam será feito ainda que você não concorde.
E, quando dá ruim, a casa cai, como todo bom gerente que se preza, o réu é você num julgamento que ainda que o absolva, diante da opinião pública haverá a dúvida para sempre.
Parece que estou vendo imagens de uma máfia siciliana. Se um presidente abrisse o bico e denunciasse um esquema de corrupção o que poderia acontecer com ele?
Haveria gente que o chamaria de sem-ética?
Sofreria um acidente?
Suicidaria pra sair da vida e entrar na História?
Morreria no ostracismo?
Não podemos nem confiar em nós mesmos vivemos manipulados pela mídia e por nossas necessidades e dificuldades, vítimas de um acervo moral do qual nunca conseguimos, por falta de educação e orientação nos livrar enquanto massa.
Para quem está aqui embaixo, olhar pra cima e enxergar trono, púlpito, altar, trono dá sempre na mesma. É sempre uma voz que não aprendemos que podemos questionar e não necessariamente obedecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.