9 de dez de 2008

(Sobre Morte)

Sobre a minha morte, não ligo a mínima.
A morte dos outros é que me incomoda,
dói e me inconforma.

Caraca, ter uma saudade que nunca mais vai passar.
Ver coisas que deveríamos ter feito
e não poderemos mais fazer por aquela pessoa ou com ela...
A morte com o seu "nunca mais" é uma barra pesada sem fim.
A gente até parece que esquece, mas não passa, não.

Depois de ter perdido grande parte da família eu tento viver de modo a fazer todo o possivel e que esse possivel,não tire a parte impossivel que tenho que fazer por mim.

Na teoria funciona,
na prática,
o mundo é louco,
o tempo é pouco,
muitos não me dão oportunidade
de alguns com certeza esqueço,
e no final amadureço...

Medo de morrer não tenho, nenhum tiquinho...
Mas eu queria deixar o mundo salvo antes de partir.
Não queria ir sem ver algumas doenças curadas,
alguns politicos presos.
alguns amigos lentosos fazendo sucesso...
Pra isso me indicam a reencarnação,
mas no momento não sei...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.