6 de jul de 2012

Palhaço

Dan Stulbach disse no programa da Marília Gabriela que não gosta do Circo de Soleil, porque ele desaparece com a figura do palhaço. Eu acho bonito quando um artista se posiciona com sinceridade. Claro que ter sinceridade é ó timo em qualquer ser humano, mas num ator que vive de imagem e audiência é espetacular. 

De repente um cara lindo, famoso, talvez rico ou apenas bem sucedido, conseguiu traduzir aquilo que há anos eu venho tentando sem conseguir, verbalizar: Não assisto ao Circo de Soleil porque é caro e não tem 
palhaço.
Não é poque eu não tenha dinheiro para pagar o ingresso, apenas porque não assisto nada que ache caro demais. Não porque eu não queira gastar dinheiro. Muitas coisas na vida vão além do valor monetário atribuído.O Cirque de Soleil é um espetáculo e põe seus acrobatas, merecidamente no status de super heróis... Mas não tem palhaço... Não tem palhaçada... Se tem não sobressai porque ninguém nunca comentou pra mim que lá houvesse palhaços maravilhosos...
Eu já aceitei circo sem domador e sem animais...
Já aceitei circo sem "o maior espetáculo da Terra", sem palhaço é demais!


O palhaço que vê sua arte na cara do outro, uma figura humana sem competições, um lado ingênuo
feito pra quem tem algum tipo de pureza. 

Como tantas outras coisas da nossa cultura, desaparecendo, cedendo lugar pra coisas mais bonitas,
voluptuosas, modernas e ligeiramente sem alma.


 Procurando evolução nunca fomos tão gado, compartilhando os mesmos conteúdos, usando tablets da
mesma marca, procurando a mesma fórmula de tentar ser feliz nessa vida adquirindo os mesmos produtos nas mesmas lojas, estimulando os genéricos.

Acho que prefiro a gargalhada ao encanto. 

O sorriso ao espanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.