20 de jan de 2015

ERA UMA VEZ

 Um dia alguém pediu uma ajuda, nem pensou direito 
no momento não havia o que pudesse ser feito. 
Se houve depois, não se sabe se poderia ter sido, 
porque ficou o fato esquecido.

Aquele currículo virtual , no HD pregado 
ou no fundo de uma gaveta amassado 
ou, anexo num e-mail nunca repassado.

Encontraram-se depois::
- Tudo bem?
-Tudo ótimo!
E sorriu também

Encontraram-se de novo:
- Tudo bem?
- Tudo indo
E seguiu sorrindo.

Não encontraram-se mais
A não ser pelas redes sociais.

Curtir se for legal
Compartilhar se for engraçado
Comentar se for genial
Ah, sim, é verdade, 
comentar se tiver na lista uma celebridade.

No mais, se cair no feed, visualizar
Mas nada de ir na página "encontrar".
In box? Nem pensar

Ninguém entendeu, 
quando alguém postou: 
- Morreu.
O que aconteceu:
- Suicidou

A postagem obteve milhares de curtidas.
Muitas fotos de pessoas reunidas
com a pessoa falecida.
Centenas de respostas sentidas.

No enterro, pouca gente, consternada
Com alguma indignação, se comentava
- Mas porque não me disse nada?

- Se tivesse me falado... 
Não tenho muito,
mas poderia ter ajudado.
E alguns continuaram vivendo felizes para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.