7 de out de 2016

CASAL BELEZA E O SEXO A TRÊS

Estava vendo um vídeo do programa do Porchat com o Belo, cantor, que é feio e sua esposa super-hiper-mega-ultra-malhada. Não sei quando foi ao ar, não olhei a data, mas pareceu bem recente. Passo longe dos valores tradicionalistas, todos tão baseados, ecoados, "trabalhados" na hipocrisia. Portanto, a minha reflexão não tem a ver com a coisa em si, mas com hora, local e porque não - motivos. Na "entrevista" em dado momento a moça contou que convidou o marido para uma experiência sexual a três ao que ele comentou que recusou " porque sexo é uma coisa muito íntima". Jura? Mas olha que nem me pareceu. Nada contra nenhum tipo de experiência sexual principalmente quando os experimentadores são os outros. Já acho complicado tomar conta do meu sexo, imagina se eu iria julgar os desejos alheios. Inclusive acho que o mundo seria bem melhor se cada um cuidasse dos seus periquitos e quiquitas sem se meter no tipo de ração que os bichinhos dos outros decidem comer. Mas que achei esquisito esse papo num canal de TV aberta, achei, e achei isso porque não entendi qual a necessidade. Qual a necessidade disso? Como se não bastasse aquele sequestro, que se virasse inquérito teria o nome de "o caso da prisão de ventre bombada" Sempre nessas épocas que as quadras começam a bombar, que as alegorias se levantam, que os desfiles começam a tomar forma, surgem esses tipos que não devem ter uma pauta mais interessante - não que o tema não seja interessante hihihihi, mas minha Santa Rita de Cássia! Tem tanta coisa de carnaval para se falar, o samba é tão rico de fatos, histórias, letras, melodias e tal, inclusive o cantor-marido participa de um projeto onde ele é dito um dos "Gigantes do Samba".(sic). Não poderiam estudar alguma coisa que por ventura não saibam e criar algo mais pertinente? Como diria meu sobrinho: Ah, pára!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.