30 de ago de 2009

O SAPO E A SOLIDÃO


É difícil viver com as pessoas porque calar é muito difícil.
(Friedrich Nietzsche)

CONCORDO COM OS QUE NÃO SÃO HIPÓCRITAS.
EU TENHO CERTEZA ABSOLUTA QUE NÃO SOU.
MAS NÃO SE PODE NEGAR QUE EM NOME DA EDUCAÇÃO
E MUITAS VEZES DO RESPEITO, SOMOS OBRIGADOS A ENGOLIR UNS SAPOS!
Foi isso que viver em sociedade ocasionou.
Ou isso ou mudar-se pra montanha...

Entenda-se como morar nas montanhas como estar idefectivelmente só, sozinho, solitário, naquele grau onde nem a solidão nos faz companhia.
Quando a solidão nos faz companhia?
Quando ela é útil.
Útil pra pensar, pra ler,
para postar no blog,
pra ver filmes chatos e escrever
Pra chorar ouvindo Fafá
E pegar-se gostando de Waldick Soriano...
Para demorar no banheiro e de lá sair sem preocupação
Para chupar a lata de leite condensado,
sem culpa e sem divisão
Pra cantar e dançar na frente do espelho com qualquer coisa servindo de microfone.
Há certas coisas que somente sozinhos...
Como a rima que não quer mais par.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.