6 de set de 2009

GUIA PESSOAL ROZZI BRASIL PARA FESTAS

Nunca fico mais que 3 horas numa festa.
Isso se a festa for grande ou de um amigo muito íntimo ou com muitos amigos em comum.
O normal é eu chegar tarde pra não fazer a farofa e sair cedo pra não lavar os copos.
Principalmente em festa de família, principalmente se a família festiva for a minha...

Questão matemática:
Quando contratamos uma festa e/ou funcionários a fins é pelo período de 6 horas.
Se chego cedo, entedio e certamente vou querer sair antes do "parabéns" (are baba!).

Eu tenho uma quota etílica pessoal e, que é de extremo bom tom manter, que são 4 latinhas. Equivalente a duas caipirinhas e a uma dose de um rótulo vermelho, duas pedras de gelo que tenho o péssimo hábito de degustar com energético, todos com média de duração em torno de duas horas e meia e jamais concomitantes!
Além disso, eu não preciso de muito tempo pra chegar chegando, cumprimentar dar beijinho, falar o necessário, saber superficialmente as novidades, trocar cartões enfim, eu já passei da idade de ir à festa pra achar algo ou alguém e ainda não cheguei na idade de ir à festa pra averiguar... Quase sempre vou por respeito e consideração que sempre são superiores ao meu tempo de permanência no evento (cada um dá o que tem, né?) O que significa que as questões das tias estilo "tem visto fulano e fulana" + "Ah esse seu filho é lindo mas você deveria ter tido um seu" e outras do gêneros terão o resultado constrangedor de eu perguntar por aquilo que ninguém irá querer responder... É preciso entender que todo o ser humano contem a maldade, preferindo alguns deixá-la poara exclusivo caso defesa...

Se a festa é familiar dançar o tempo inteiro fará com que me torne a atração e isso não é legal...
Até porque aprendi que 80% da fauna e flora nativas do ecossistema festivo, sorriem durante e caem "malhando" depois. Os 20% restantes, não viram porque estavam babando na churrasqueira, seguindo deseperadamente o garçon, fazendo plantão na tina de cervejas, ou seriam cegos, surdos-mudos ou ainda podem ter ficado de porre pagando mico antes de mim...

Também busco jamais saber daquilo que não será bom eu saber.
Todos sabemos que em vida social, quanto mais se sabe, mais se compromete. De modo que sempre sei o suficiente e jamais quero saber demais, o ideal é não saber nada!

Cadastrei-me numa companhia de táxi daquelas que dão descontos, é sempre útil!
Posso me afastar de quem prometeu uma carona torcendo para que eu recusasse ou com finalidades menos altruístas. Além disso, lembra da tia? Se ela falar que a minha prima sim, é uma filha de our e está agora com um carro importado último tipo, posso dizer que prefiro colecionar algo mais rentável e menos dispendioso... E nem precisarei entrar no fato de que já a vi entregando as balinhas nas portas das raves...
Pra que magoar um coração que já sofre com seu proprio veneno e frustração??
Negra e linda eu parto e saibam que ainda assim, meu telefone tocará no dia seguinte para os já esperados comentários!
Enfim a humanidade corre um pouco menos de risco enquanto assim me mantenho...

Até a próxima edição!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.