20 de out de 2012

AVENIDA BRASIL

Como o futebol transforma milhões de brasileiros em técnicos, Avenida Brasil transformou um monte de gente em crítico. Bola dentro a quebra desse maniqueísmo de o mau ser ruim apor toda a "vida". 
Durante a novela Nina foi muito mais malvada do que Carminha por mais tempo. Deve ter sido isso que bateu na cachola da chef quando viu sua vida salva por aquela que ela tramou para infernizar durante 7 meses.
Revendo a cena da cova, achei a Carminha nem tão ruim assim, afinal matar a ex-enteada chatinha era muito mais fácil que deixá-la viver, enquanto que entregar as fotos era muito mais fácil do que fazer o terrorismo que a quase empreguete fez. Mas Carminha não era assassina...
Enfim, o ser humano é cheio de surpresas, tem de tudo dentro de si e o que o faz ficar irado de verdade é o sucesso alheio. Era isso que sentia Nina ao ver Carminha feliz pela internet quando ela ainda vivia na Argentina, foi isso que alimentou seu desejo de vingança... Afinal Nina estava rica e com uma família que a amava, poderia ser feliz só não era porque a felicidade da madrasta não a deixa viver a sua. 

Quanto à Carminha não ficou boazinha, apenas tornou-se um Nilo sem cachaça, ele por sua covardia ela pelo excesso de ousadia. 
Ver-se assassina do homem que amava e parceiro de uma vida inteira, não deve deixar ninguém muito apto a ir pro samba... Sentir-se algoz pode ser muito mais dolorido do que ocupar o papel de vítima da sua própria tragédia desencadeada por terceiros, agora, conviver com a derrota em consequencia dos seus próprios atos é uma prisão muito mais rígida que qualquer presídio. Coisas do tipo levaram essa família para o lixo, um lugar para os que desistiram de tentar vencer a si próprios. 

 Achei bacana as mulheres do Cadinho voltarem pra ele, quebrar essa idéia que mulher só quer grana. Não, mulheres não querem só grana, elas querem também grana! E quem não quer? 
 No caso das moças, grana, delicadeza, sexo e glamour e vamos combinar que a pobreza abafa o glamour mas não extingue a sua chama e não há não há dinheiro que faça um sexo um ruim ficar bom. Quem nasceu pra Jimmy, jamais será Cadinho... 
O Cadinho mostrou que ser Don Juan não elimina ser inocente e que tudo dar certo na vida não traz felicidade, porém tudo dar errado naquilo que valorizamos, é a completa infelicidade.

O cara foi traído por todos os amigos e funcionários, perdeu todo o dinheiro e continuava fagueiro, o que ele não podia perder, era as suas mulheres, ele tinha que mantê-las e tinha que ser aquelas! 
Moral da história: perder o que se gosta não é prejuízo, perder  quem se ama é uma tragédia

 Enfim, faltou a Ágata namorar o Picolé, já que ela é louca por doce e sorvete...
Faltou o filho da Suelen, que seria mais velho que o da Nina. Por falar em Suelen, essa foi a grande redenção da novela, esqueceu seus ideias de Maria Chuteira de ouro e viveu feliz de um jeito que jpa vivia e não aceitava
O Roniquito não era gay, era bissexual e o Leandro, um safado boa-vida, mesmo. 
A situação até existe, só falta as pessoas aceitarem. 

E afinal, qual o problema das ruas vazias na sexta se todo mundo reclama do trânsito nesse dia? 
 Achei lindo ver gente reunida em bares com TV que podiam ser ouvidas sem esforço. 
Ótimo o Face vazio, vocês não vivem dizendo pra gente sair do facebook? Saímos e lá veio as reclamações.
Outra chateação é gente que "não vê" novela ficar falando mal da novela dos outros. Jesus, Maria, José!!
Eu hein, que gente esquisita!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.