7 de set de 2013

MINHA PRIMEIRA VEZ EM MANAUS

Eu achava que Manaus era muito, muito longe e assim seria muito, muito diferente. Mas a princípio estou encontrando mais semelhanças que diferenças.

Tem shoppings. Não gosto de shoppings...
As pessoas ouvem bastante "tecnobrega" principalmente aos domingos. Cheguei aqui num sábado e percebi o som altésimo durante todo o domingo...

É a primeira vez que venho aqui, de certa forma realizando um anseio. Quem não gostaria de estar mais perto dessa terra que aprendemos a "enxergar" como exuberante e exótica?

Culturalmente a surpresa  foi positiva. Manaus é uma caldeira de ritmos. Eu como habitante do "sul maravilha", completamente centrada na idéia que o umbigo do mundo passa por aqui, surpreendi-me, mas fiquei feliz com a mistura de ritmos e sons.

Viram o filme "Turista acindental"? Pois é, ele não me representa, não viajo procurando o meu ninho em outros lugares, muito pelo contrário. O bom é viver como as "minhocas da terra" vivem, ser a mesma "minhoca" numa terra diferente!

DIA 10/08
Soube de uma feijoada que ia rolar sei lá onde por aqui. Aqui temos uma hora a menos em relação ao horário de Brasília.  
Não bastando isso, o povo aqui acorda cedo! Tudo por aqui acontece cedo, por exemplo,  a feijoda de sábado, sim, sábado o dia  seguinte à esbórnia de sexta, começa, tipo às 11 da manhã. 
Essa diferença não  precisava, né?
Taí uma grande diferença!

Geral gosta de tomar café na rua. Ah, isso eu também gosto. Era o que me fazia acordar relativamente cedo quando eu ainda morava em Santa Teresa e ia aos domingos tomar café na padaria ou,  de preferência ,lá na Casa de Laurinda.

Caminhando pelas ruas aconteceu várias vezes de ser trombada e às vezes quase atropelada por pessoas. Lição numero 1:
Caminhe rapidamente pelas calçadas de Manaus, as pessoas dão trombadas, mas não aproveitam o evento pra sorrir pedir desculpas e trocar tealefones. Pena...

Parecido aconteceu no shopping, quando um senhor no exato sentido do pronome de tratamento, passou entre mim e minha amiga que caminhava ao meu lado. Esbarrou na metade do meu corpo e colocouse olimpicamente na minha frente caminhando lentamente. Não pediu desculpas, não sorriu, acho que não queria fazer amizade.
Aproveitei pra sair logo do shopping. 

No Rio, NI, Sampa ou Manaus u sempre detestei e continuarei detestando shoppings!

Logo mais tem samba!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.