9 de mar de 2016

DUREZA e BELEZA

Rozzi Brasil, foto Myrian Galvão
Nunca fui fanática por viver, mas sempre me apliquei em viver direitinho. De tudo fiz um pouco, sem exagerar.
Faço as coisas por gosto, mais pelo sabor do que pela fome. Não sou faminta, sou apenas ansiosa. Jogo na ponta esquerda do time dos passionais.
O equilíbrio foi chegando a partir dos sabores fortes, dos cortes, arranhões, freadas bruscas, trombadas e perdas.
Hoje desde bem cedinho, já tenho Ave Maria, Credo e Pai Nosso rezadinhos, mais com esperança do que com fé. Sim, acordei cedo pra caramba, não para que deus ajude porque madruguei, mas porque cismei de ajudá-lo apenas fazendo a minha parte. Só por hoje vou crer no mundo e espero poder tentar amanhã mais uma vez.
Vou ao cabeleireiro, vou à praia, vou atravessar a baía de Guanabara, vou assistir um show em Niteroi. Pequenos luxos de alguém muito sem luxo, tão complexa que o tempo simplificou. Por hoje, apenas respirar e sorrir. Perdôo a vida por sua dureza, e a ela também sou grata por sua beleza. Tudo mais é imaginação.
Na vida, Dureza e Beleza, tudo o mais é apenas nossa imaginação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.