29 de jan de 2010

Deus

Eu acredito em Deus!
Não este deus instituído de castigos e ameaças.
Não nesse deus injusto que coloca criancinhas em barrigas irresponsáveis e outra em berços de ouro e provetas, preservados em nitrogênio.
Que presenteia a uns com olhos claros, peles alvas e mansões e a outros com segregamento no caos africano ou não.
Ele não daria braços e pernas para uns e deficiência para outros.
Ética para alguns e safadeza para outros
Não acredito no deus de barbas brancas,
que do céu refrigerado em confortável poltronas de nuvens,
cercado de anjos gordinhos e risonhos,
assiste impassível ao filme dantesco, longo, interminável
do extermínio do paraíso por ele criado.
Mas eu acredito em deus,
um deus meu e que todo mundo tem.
Acessível, maneiro.
Um deus sem forma mas muito em forma.
Acredito em Deus e mais:
tenho certeza que o céu é uma festa

e que temos várias formas de chegar até lá.
Quando chegarmos, Deus não perguntará
se fomos a pé, de caro, trem, avião ou carona.
Ele não vai dar nota para as nossas roupas
Nem perguntar por doutores, pastores, papas e afins.
Não criticará nossas companhias sejam elas
anjos, espiritos-santos, santos, gurus ou orixás
Tudo o que Deus me dirá é:
- Que bom que você conseguiu!
Ele vai sorrir e complementar:
- Me dê cá um abraço!
Eu não sei será exatamente um abraço,
não imagino deus com braços.
Mas tenho certeza absoluta que ele sorri!
Então saberei que de novo começará um novo capítulo,
onde serei outra vez parte dele.
Finda as comemorações de chegada,
perceberei que continuará muito difícil
acreditar em deus ou no que dele os homens me dizem...


Escrevei no Orkut, comunidade do João Jr.Se você tem Orkut e interesse insira-se no contexto:
Copie e cole no seu navegador.
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=2186998

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.