31 de jan de 2010

EU SOU

Andar na contra-mão faz meu coração bater mais forte. Me excluí de maiorias. Me livra das unanimidades. Eu não poderia ter outra característica de patrimônio sentimental que não a Estrela Solitária. Sou e tenho orgulho de ser eu e de não precisar ser diferente para sê-lo. As cores que se agitam lá fora, não me importam, eu sei a cor do meu coração. Quando a vida levanta suas barreiras eu acendo vela pra um santo: São Mané Garrincha e o mundo vira João

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.