29 de abr de 2012

Uma ou duas coisas que todos precisamos saber e sempre lembrar:


A pessoa que tem síndrome do pânico não necessariamente é um ser enclausurado, que se esconde dentro de casa com medo de todas as coisas e pessoas. Ela se enclausura em si mesma, se esconde dentro dela própria e tem medo de morrer por causa de um medo mais profundo de coisas que nem mesmo ela sabe, um medo que não entende.
Uma pessoa bipolar não necessariamente é um louco que muda de idéia a toda hora e que tem piti sempre. Também não é o ser que o tempo todo fala coisas ruins para magoar as pessoas. Ele é um ser desajustado com fases de esconder de si mesmo e outras de se expor sem conseqüências.
Nem todo heterossexual é confiável e bonzinho. Existe promiscuidade também na heterossexualidade. Estupradores geralmente são heterossexuais, pedofilia não é um desvio de comportamento inerente à homossexualidade, não é um atributo de padres, não é praticada só por idosos.
A pessoa homossexual, não necessariamente  é um ser que mereça mais desconfiança do que qualquer outro ser humano. Não é parte indissociável da homossexualidade dar piti, ou não ser digno de trabalhar em qualquer função.
A mulher não fica imprestável para o sexo só porque passou dos 30 anos. Há mulheres com mais de 30 que não são tias, por mais que jovens com pouco vocabulário insistam nesse nome de tratamento.
Nenhum ser humano fica incapacitado para o trabalho por ter passado dos 40.
A faculdade não torna as pessoas mais inteligentes, o não ingresso numa não significa que a pessoa seja burra. Existem pessoas formadas com a ignorância de um neanderthal...
Não conhecer conceitos de ética não é o que torna uma pessoa sem ética. Existem pessoas que conhecem amplamente o conceito e histórico sem conseguir praticá-la.

Autenticidade não é a mesma coisa que falta de educação.  Ser verdadeiro não quer dizer que o mundo inteiro tenha que pensar verdades iguais.

Gente triste também sorri, pessoas alegres também choram.

Um homem é sempre um homem e mulheres fazem parte do gênero. O homem, este conceito, também é válido para negros, portadores de necessidades especiais, idosos. 
A identidade sexual, bem como a idade, transtornos mentais e deficiências físicas, não excluem pessoas da espécie dos humanos.
Nem todo flamenguista é favelado, nem todo favelado é flamenguista. Nem todo botafoguense é chorão, nem todo tricolor é bichinha, o que eu não posso afirmar com certeza é se a torcida do América cabe ou não numa Kombi,  mas também faz tempo que não vejo uma (Kombi).  
Entendo que um vice-campeonato sempre vai ser uma classificação melhor do as abaixo do 3º lugar
Uma pessoa “normal” pode ser um ser enclausurado em si mesmo, com medo de algumas coisas ou de um monte de coisas. Pessoas sem transtornos psíquicos sentem medos que às vezes não entendem.  Gente “comum”, “normal” também pode se transtornar, dar "pitis" e falar coisas ruins só para magoar, às vezes tem fases de se expor, outras também querem se esconder.  

Nas comunidades vivem todo o tipo de pessoa, alguns criminosos nasceram em berço de ouro, muitos ignorantes trajam terno e gravata, nas faculdades tem alunos imbecis, fora delas também, mas nem todo aluno é imbecil. 
Deficientes físicos  podem trabalhar respeitadas suas limitações, idosos não precisam se jogar do penhasco por questões de idade, mulheres também não. 
Chamar alguém de gordo é deselegante e pode mostrar que sua capacidade de percepção é limitada ou nula. Chamar alguém de velho é indelicado.  Não enxergar um ser humano além da cor da pele é racismo.
Se existisse mais educação, precisaríamos menos das leis. 

Se houvesse mais respeito, teríamos menos necessidade de cadeias. 

Março é o mês da mulher e essa data existe porque um dia houve desrespeito, preconceito, abuso de poder, não porque a mulher seja mais ser humano de que outros. Mas que ela pode agrupar em si todos os códigos preconceituosos é fato. Mulheres podem ser gordas, negras, idosas, homossexuais e moradoras de comunidade e tudo o que elas precisarão, é de respeito, igualzinho a qualquer um de nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.