16 de jul de 2013

Inventário


Enterrem meu coração na curva dos arcos da Lapa.

Madureira é pra viver e a Lapa pra se deixar de ser.

Morar em Madureira, Cascadura, Quintino
Mas por gentileza, o meu coração
 em pó,
cinza
pedra
ou nada,
Enterrem naquela curva da Lapa.

Sempre é pra lá que eu ia
Quando as minha noites
Não tinham a parte do dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.