22 de fev de 2013

LIMPO A MENTE E SIGO EM FRENTE


Quando vocês estiverem lendo essa coluna, já será 2013 e finalmente saberemos se o mundo acabou ou se teria sido apenas o tal “Cinturão Fotônico” e, finalmente do que se trata esse fenômeno de nome pomposo. 
Saberemos também se valeu a pena tanta mágica para conseguir unir cabeleireiro, manicure, esteticista, roupa nova, presentes, amigos ocultos e agrados nosso cartão de crédito e se tudo isso foi realmente para a nossa alegria e conforto! 2013 é um ano que chegará trazendo respostas e como todos os anteriores, uma responsabilidade grande: A de trazer melhoras em todos os campos da vida de todos nós nesse curto espaço de tempo em que um ano iniciante é considerado novo! Ano novo como aqueles que entram cheio de promessas e saem como os demais, com um lastro de 365 dias de vivência, algumas ou muitas reclamações e a expectativa que o próximo seja melhor e nos trate diferenciadamente...

Entra ano, sai ano e tudo parece bastante igual, às vezes penso que quebrar a rotina nada mais é que repetir rotinas que nos sejam mais agradáveis, como por exemplo, as festas, as férias e os feriados... Rotinas constantes quebradas por outras menos freqüentes, que mostram que no fundo é da mesmice que a maioria gosta. São mudanças externas o que ansiamos ou então não estaríamos torcendo por um ano melhor, mas pensando em nos tornarmos melhor         para o ano que chega.  

No momento estou trabalhando na minha lista de metas para o ano novo, aquela das coisas que a gente precisa fazer e não necessariamente deseja fazer e por isso mesmo, ela nasce nessa época de fim de ano e desaparece em algum momento logo após a virada ou antes do carnaval. Portanto, em 2013 não planejarei entrar para academia, nem dietas impossíveis estimuladoras do mau humor, cujo entusiasmo dos amigos só confirmam que realmente estou “baranga”. 

O primeiro item da minha lista será dar um tempo na apologia da sexta e tentar não massacrar tanto a coitada da segunda-feira. Afinal, não somos obrigados a sermos felizes apenas na sexta e, uma segunda-feira pode conter coisas boas. O quê? Ah, um trabalho, um emprego mais promissor, um aumento de salário, um esbarrão com “a pessoa certa” na condução... 
Se o acaso nos protege enquanto estamos distraídos, está explicado porque é tão difícil encontrar a “alma gêmea” na balada!
O que faz uma sexta-feira ser boa é o fim de semana, pergunte para quem trabalha no sábado... 
Vou tentar parar de recusar os convites para sair às segundas porque na terça tenho que acordar cedo para trabalhar, até porque, algumas coisas me mantém acordada até tarde mais do que qualquer evento ou festividade. Quem nunca foi dar uma olhadinha no Facebook e varou a madrugada que dê um sorriso. 
O segundo item da minha lista para o ano novo é descobrir um detergente mental que elimine as tintas das verdades absolutas que escreveram no meu cérebro, a primeira delas: “cuidado com estranhos”, certamente terei dúvidas quanto ao que colocarei nesse espaço, após essa limpeza, pois não foram os estranhos que me magoaram. Mas mudanças são assim mesmo, a gente sabe como começa e não sabe como acaba e nem se acaba, por isso as evitamos.
Se eu conseguir ao menos lembrar desses 2 itens até a semana santa, me considerarei empreendedora de uma virada!
Quanto ao fim do mundo, alguém sabe para quando está marcado o próximo?
Outra data como 12/12/12 só daqui a 89 anos, outro Cinto Fotônico demora ainda mais 11 mil anos, portanto o fim do mundo é algo plenamente adiável, vamos tentar acabar com aquilo que nos impede de ir pra frente!
Feliz 2013!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra dar sua opinião.